Greta Thunberg A personalidade do ano pela Time

Meu filho @davibraga fez um post com essa imagem sobre a menina Greta. Apesar de ter entendido o contexto e o ponto do Post. Resolvi comentar o que penso sobre o assunto. .

Da mesma forma que entendo o tom que ele usou, entendo também quem comentou reclamando dessa referência, pois apesar da voz com a pouca idade dela, a Greta poderia usar ou aproveitar a sua relevância para pacificar ou pra encontrar soluções e não somente reclamar em tom acusatórios e apontar culpados sobre aquecimento global e outros temas polêmicos como os Índios no Brasil. .

Me parece que ela segue a linha daqueles famosos políticos, ativistas e xiitas fazem, boa conversa, boa articulação, com interesses meramente políticos e “vomitando” preocupações alarmistas apontando o dedo na cara dos outros, como únicos culpados. Mas infelizmente pelo menos até agora, ela não apontou nenhuma proposição realista. Apesar de saber que ela está representando uma esperança e uma possibilidade de mudança na cultura climática, não se pode achar que alardear o caos é o único caminho. .

Se ela vai ser uma liderança ambiental e ajudar os ambientalista e especialistas que não tem voz a resolver essa questão, está mais do que certa, mas tem que tomar cuidado para ser ponderado e não se tornar apenas uma liderança reclamista de interesses específicos. .

Greta é uma adolescente e está no seu direito de sonhar com um mundo melhor, algo que todo adolescente em algum momento acaba aspirando e inspirando. Mas isso não deve ser confundido com uma pessoa genial, superdotada que tem poderes e que tem vasto conhecimento ou as melhores ideias e melhores caminhos do que uma pessoa muito mais experiente ou que um especialista no assunto tem. Por isso já foi até chamada pejorativamente de “Pirralha”. .

Como o Davizinho mesmo diz, não existe idade pra a empreendedor ou buscar soluções para problemas, portanto no caso dela, ser ativista com pouca idade e com voz, me parece nesta momento que está sendo enaltecida de propósito e “usada” como um argumento e porta-voz de uma insatisfação de grupos específicos para assuntos além do clima. E isso por si só, não representa a grande parte da população mundial, eu inclusive.

João Kepler

Visits: 1127

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.